Número total de visualizações de página

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Porto Côvo














































Ilha do Pessegueiro

"A ilha do Pessegueiro, ao largo de Porto Covo, a cerca de 250 metros da actual linha de costa, é um dos ex-libris da Costa Sudoeste. A ilha, naviforme, tem cerca de 340 metros de comprimento e uma largura máxima de 235 metros. É toda ela de arenito dunar assente sobre xistos e deve ter-se formado durante a última glaciação (Wurmiana) quando o nível do mar desceu cerca de 120 metros em relação ao nível actual."


Alcoutim



































Estátua do Contrabandista

"Situa-se na zona baixa de Alcoutim, junto ao rio Guadiana e é alusiva ao contrabando, que existia em toda a margem do rio. Ainda que ilícita, esta atividade foi importante como meio de subsistência dos alcoutenejos. Vivendo da pastorícia e da agricultura, com predominância na cerealicultura, os alcoutenejos trocaram muitas vezes estas atividades pelo contrabando, mais problemático e mais arriscado, mas mais rentável.Frei João de José refere no séc. XVI o comércio clandestino de gados para Castela, feito acima de Alcoutim. Sabe-se também que, em meados do séc. XVI, algumas pessoas compravam escravos para levar para Castela e que os passavam por Alcoutim, sem pagar a dizima da lei. Trigo e outros cereais, figos, ovos e gado (a carne valia mais em Espanha), entre outros, passavam perto da vila alcouteneja, nas épocas em que afluíam os compradores a Sanlucar."

Fonte; http://www.cm-alcoutim.pt

Tavira






















































Pego do Inferno

"O lindíssimo Pego do Inferno situa-se na freguesia de Santo Estêvão, a cerca de 7km de Tavira, e constitui uma das mais bonitas paisagens Algarvias, embora que distinta da imagem turística do Algarve da costa dourada.
O Pego do Inferno é uma das quedas de água da ribeira da Asseca, um dos mais importantes cursos de água da região de Tavira.

Recentemente esta lindíssima envolvente foi submetida a uma eficaz requalificação do espaço, delineando um agradável percurso, que enriqueceu ainda mais toda a paisagem. De facto, o ponto alto deste percurso é o bonito “Miradouro do Pego“, onde se pode admirar a grande beleza da queda de água que deleita quem a visiona, e oferece mergulhos refrescantes nos meses de verão.

A queda de água forma uma lagoa redonda, de um verde mediterrânico, rodeada de uma refrescante área arborizada.

O acesso ao Pego do Inferno, após o estacionamento, faz-se durante cerca de 100 metros até se aceder a uma escadaria de madeira, começando aí o percurso propriamente dito, levando a descida até ao Pego cerca de 300 a 400 metros.

A Lenda do Pego do Inferno
Diz-se que há muitos anos, uma carroça se despenhou no pego, caindo os ocupantes na lagoa. Os cadáveres dos ocupantes da carroça e os dos animais que a puxavam nunca foram localizados e os mergulhadores não conseguiram encontrar o fundo da lagoa, chamando então ao local “Pego do Inferno. "

Fonte; http://www.guiadacidade.pt