Número total de visualizações de página

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Santuário de Nossa Senhora de Aires _ P&B
















































Santuário de Nossa Senhora de Aires

"Santuário Barroco, situado a cerca de 1000 metros de Viana do Alentejo, é muito conhecido pelas festividades que anualmente aqui decorrem em honra à Padroeira Nossa Senhora de Aires, no quarto fim de semana de Setembro.
A história do Santuário remonta ao século XVI, numa pequena ermida rodeada por cinco hospedarias de romeiros, que com o passar do tempo foi ficando mais afamada, atraindo mais fiéis, mercadores e forasteiros, tendo-se construído um novo, maior e mais digno templo, inaugurado em 1760, num estilo barroco - rocócó.
O grande ponto de interesse deste Santuário é a Casa dos Milagres, antiga sala das confrarias, que centenas de anos de promessas forraram com uma colecção imensa de ex-votos, atendendo à tradição de que a imagem da antiga padroeira, Nossa Senhora da Piedade, nunca deixou de socorrer os crentes.
A famosa Romaria de Nossa Senhora d'Aires é mais propriamente uma feira, com origem no alvará do Rei D. José I, em 1751, autorizando a realização de uma feira franca nesta local. Hoje em dia, na altura da Romaria tem igualmente lugar a concretização da Feira de Aires, com festividades diversas, que animam o local, atraindo inúmeros visitantes."

Rio Gilão _ P&B


























































Rio Gilão

"O Gilão é um rio português que desagua na Ria Formosa, no sítio das Quatro Águas, depois de atravessar a cidade de Tavira. A montante desta cidade, o rio é conhecido por rio Séqua."

Bom Sucesso _ Olhão






















































Caíque Bom Sucesso

"Réplica do barco que em 1808 partiu para o Brasil para informar o rei D. João VI sobre o levantamento popular que levou à expulsão das tropas de Napoleão. A embarcação encontra-se ancorada junto aos Mercados Municipais e efectua passeios na Ria Formosa de Abril a Outubro. "

Mercados de Olhão



































Mercados de Olhão

"Foram construídos no ano de 1915, no amplo largo que demarca a Barreta do Levante, em plena Avenida 5 de Outubro. Têm planta rectangular de um só piso com cobertura homogénea de quatro águas e quatro torreões envidraçados de forma cilíndrica com cúpulas metálicas. Estes elementos arquitectónicos anulam em absoluto a redução das praças de Olhão a dois vulgares paralelepípedos, dando-lhes um aspecto monumental. A sua importância não está só na arquitectura e no centro de comércio que são, mas constituem também um polo atractivo dos passeios das gentes de Olhão quer de dia quer de noite. é também neste largo que as procissões atingem a maior solenidade , fazendo aqui a sua paragem para lançarem as bênçãos à frota pesqueira."